Coesão e Inclusão Social
Território - BIS

Os constrangimentos sociodemográficos apresentados, que se traduzem na persistência crónica de problemas estruturais como o despovoamento, a baixa densidade populacional, a existência de uma população muito envelhecida, a par dos baixos índices de qualificação e empregabilidade determinam fortes assimetrias ao nível da coesão territorial e social. Num grande número de núcleos populacionais, em especial os mais periféricos, atingiram-se os limiares mínimos de densidades populacionais conduzindo ao encerramento de serviços de proximidade, com destaque para os pequenos comércios, as escolas primárias e jardins-de-infância (entre 2007 e 2014 encerram 56 estabelecimentos, mais de metade do total), os postos de correio ou de GNR.

Estas fragilidades têm conduzido ao aumento dos casos de isolamento, solidão e insegurança de uma franja importante da população. Em mais de metade dos núcleos rurais, a população com mais de 65 anos ultrapassa os 50% do total dos residentes (a média do País é de 19%), dos quais mais de 30% vivem sozinhos (muitos deles em situações de grande dependência física, psíquica e social) e em núcleos populacionais muito pequenos (em 101 lugares da BIS residem menos de 50 pessoas), resultado dos decréscimos populacionais muito regressivos, e que se tem traduzido na quebra de laços/relações de vizinhança/ajuda.

A estes problemas de isolamento e solidão acrescem os riscos de pobreza e exclusão social. Com efeito, considerando que na BIS 50% da população com mais de 15 anos (+ 10% que a média do País) é pensionista e que o valor médio das pensões se situa nos 330€ (no País a média é de 410€) é percetível a grande dependência e baixos rendimentos de uma importante camada de população. O quadro ganha contornos mais preocupantes nos concelhos de Idanha e Penamacor, onde mais de 60% da população com mais de 15 anos é pensionista (no caso de Idanha ascende aos 69%) e os valores médios das pensões se situam muito abaixo da média nacional, em especial Penamacor, que ronda os 280€ mensais. 


ADRACES © 2017 - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: citricweb.pt